ANO XVI – NOVEMBRO –DEZEMBRO 2019 – JANEIRO 2020 . EC 80

pdf

NOTÍCIAS DO AGRONEGÓCIO!
Joaquim Teófilo Sobrinho, informa que O ESPAÇO CITRICOLA, a partir desta edição, divulgará noticias de outras culturas que integram o agronegócio, além dos citros.A produção de laranja de São Paulo e Minas Gerais foi reestimada pelo Fundecitrus e será de 384,87milhões de caixas. A Flórida mantém estimativa de 2019 -2020 para 74 milhões de caixas. A safra de grãos de 2019 foi recorde, chegando a 242 milhões de toneladas.A colheita de grãos de 2020 poderá chegar a 246 milhões de toneladas, embora seja cedo para esta conclusão devido ao clima. Segundo a CONAB, no seu segundo levantamento, neste ano de 2019, deverão ser colhidas 50,92 milhões de sacas de café, sendo 36,98 do Arábica e outras 13,97 do Conilon. O Arabica produzirá 22,1% a menos que em 2018 e o Conilon apenas, 1,7%.

 

CONTROLE DO PSILÍDEO TROCA MANEJO DA OUTRAS PRAGAS POR PREVENÇÃO E AFETA A PROFISSÃO DO PRAGUEIRO
O prof. Santin Gravena, relata na sua coluna a sua preocupação por que a funçao de Inspetor de Pragas dos Citros atualmente está sob tremenda pressão da tolerância zero ao psilideo vetor do greening(HLB). Agora a sua função passou a ser um mero conferidor do pomar após as aplicações de calendário dos inseticidas.É que os citriccultores têm a tendência de numa só operação prevenir o surgimento das outras pragas , mesmo que elas não ocorressem.

 

PROTEGER OS MANANCIAIS E CAPTAÇÃO DE ÁGUA PLUVIAL É MUITO IMPORTANTE.
Na coluna de irrigação, o Prof. Dirceu Brasil Vieira informa que proteger os mananciais e captação de água pluvial é muito importante. Muito se fala e é mostrado pela imprensa sobre o Meio Ambiente , especialmente sobre incêndios em áreas florestais e inundação nas cidades. São desastres ambientais , a grande maioria gerados pela ação direta ou indireta do próprio homem. Fantástico que o próprio homem usando tecnologia de ponta consegue produção agrícola em desertos, geração de energia limpa, construções ecológicas, mas ainda convive com desastre gerado pelas queimadas como já observamos no Brasil e agora na Austrália. Parece catastróficas inundações nas nossas metrópoles, será que os preceitos de zelo pelo Meio Ambiente são esquecidos?

 

INFELICIDADE GERAL
Roberto Rodrigues cita na sua coluna que há uma estranha e perigosa insatisfação geral no ar pelo mundo afora. Movimentos distintos pipocam em todos os cantos sob a forma de greves, manifestações nas ruas com violência eventual resultando em mortos e feridos; confrontos, agressões e destruição acontecem aqui e ali. Incerteza, insegurança, injustiça, frustração com governos, judiciários, parlamentos e líderes tíbios da sociedade civil, desemprego, corrupção, concentração da renda, fome, desinformação, guerras, entre uma centena de outros fatores estão por trás dessa, digamos, infelicidade geral, que acontece em todos os níveis. Desde bombardeios entre países até desentendimentos no interior das famílias, passando por amizades e lares destruídos, instituições conflagradas, academia perplexa e confusão midiática. E tudo mergulhado em debates muitas vezes superficiais em milhares de eventos em que se chocam ideologias contrárias, ofensas são atiradas com radicalismo, e diferenças de interpretação dos fatos ficam evidentes, causando percepções enganosas e induzindo propostas inconciliáveis que realimentam as idiossincrasias.

 

CITROS E DEFENSIVOS AGRICOLAS: DEMANDA E DISPÊNDIO RELATIVOS NO PERIODO DE 2012 A 2016.
Lourival Carmo Mônaco e colaboradores citam que o presente artigo tem como principal objetivo estudar a relação entre a utilização de defensivos agrícolas em citros no período de 2012 a 2016.Para atingir este objetivo são calculados as demandas e dispêndios relativos de tipos de defensivos em relação à área plantada (em hectares) e quantidade produzida (toneladas de frutas) para os citros. No presente caso, os citros considerados são as culturas da laranja, limão e tangerina.A demanda relativa é entendida como a razão entre a quantidade de defensivos agrícolas empregada em uma cultura e a área destinada para a mesma ou a quantidade produzida. A demanda relativa é apresentada em quilogramas de ingrediente ativo por hectare (kg IA/ha) e gramas de ingrediente ativo por quilograma de produto agrícola (g IA/kg produto).

 

A SAFRA E O MERCADO DE SUCO DE LARANJA EM 2019
Flavio Viegas,. Presidente da Associtrus, relata que no relatório anual publicado em 16/12/2019 pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que é, sem dúvida alguma, uma das melhores fontes de informação sobre o setor de citros e da produção de suco de laranja no Brasil, verificamos que as reestimativas da produção de laranjas e do processamento foram reduzidas em 5%; como consequência, o crescimento da oferta que era de 36% reduziu-se para 31%. Por outro lado, as exportações de suco de laranja equivalente a 65°brix têm um crescimento estimado para a safra 2019/20, que se estende até o final de junho de 2020, em 29%. Desta forma, os estoques no final da safra estão estimados em 167 mil t, um crescimento de apenas 4,3% em relação à safra anterior, apesar do grande crescimento da oferta.

 

CAFÉ: RIQUEZA, EMPOBRECIMENTO E DESPERDICIOS!
O Engenheiro Agrônomo, Hélio Casale, Consultor muito experiente em café, relata que pelos dados recentes do 2º Levantamento da CONAB, neste ano de 2019, deverão ser colhidas cerca de 50,92 milhões de sacas do café, sendo 36,98 do Arábica e outras 13,97 do Conilon. Arábica produzindo 22,1 % a menos que em 2018 e o Conilon apenas 1,7 %. Falando da riqueza : em 2018 foram produzidas 61,65 milhões de sacas, das quais foram exportadas 31,52, sendo 29,04 do Arábica e 2,48 do Conilon. Faturamento de 5,25 bilhões de dólares. Exportação para nada menos que 123 Países. Pobreza cá, riqueza lá.

Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!

 

 

ANO XI: NOV-DEZ/2015 –JAN/2016. N. 64


pdf

NOTICÍAS DA CITRICULTURA !
Joaquim Teófilo Sobrinho, informa na sua coluna, algumas das principais noticias da citricultura, entre elas: Centro de Citricultura foi fórum de debates das lideranças para organizar a citricultura; Gconci comemora 20 anos e  nasceu dentro do Centro de Citricultura; safra da Flórida pode encolher mais ainda; HLB na Flórida pode tornar a citricultura inviável; Fundecitrus e UNESP lançam manual de boas práticas entre citricultor e apicultor.

VALE A PENA VER DE NOVO !
A matéria sobre dificuldades e avanços no manejo do greening pela erradicação de plantas doentes e controle do psilideo vetor, publicada no ESPAÇO CITRICOLA número 54 pelo pesquisador do Fundecitrus Renato Beozzo Bassanezi está sendo republicada nesta edição por ter sido um dos artigos mais lidos pelos frequentadores do ESPAÇO CITRICOLA.

UMA SAFRA DE BAIXO RENDIMENTO INDUSTRIAL!
Luciano Piteli, narra  na sua coluna que a safra de 2015/2016 de laranja tem se consolidado como uma das piores dos últimos anos quanto ao rendimento industrial para a produção de suco concentrado.

AVANÇOS NA QUESTÃO AMBIENTAL NO CAMPO PAULISTA
Roberto Rodrigues informa  que o Estado de São Paulo cumpriu a sua parte através da Lei Estadual nº 15.684/15 e, em janeiro passado o governo paulista regulamentou o Programa de Regularização Ambiental – PRA  pelo Decreto nº 61.793/2016.Este regulamento fixa obrigações para os produtores rurais e determina as responsabilidades da Secretaria Estadual  do Meio Ambiente e também da Secretaria da Agricultura e Abastecimento.

SISTEMAS DE DADOS PARA O MEP FUNCIONAR EM CITROS E OUTRAS CULTURAS
O prof. Santin Gravena, menciona na sua coluna que o banco de dados feito por meio do Excel é um embrião para se criar um aplicativo do MEP para citros (convencional ou orgânico)( Industria ou mercado) e outras culturas. Mais o produtor que quiser ficar com Excel também funciona muito bem e pode até trocar a ficha de inspeção manual para o eletrônico através do Tablet.

PODER ECONOMICO : ABUSO E DESRESPEITO
Flávio Viegas, relata na sua coluna que aproveitando-se da fragilidade dos produtores e utilizando o seu poder econômico para adquirir poder político e intimidar ou cooptar pessoas e instituições, as indústrias de suco de laranja, que vem sendo denunciadas por atuação cartelizada desde 1977, continuam atuando de forma arrogante e certas de seu poder assegurar-lhes a impunidade.

IRRIGAÇÃO: TECNOLGIA DE PONTA !
O professor Dirceu Brasil Vieira, cita na sua coluna que a irrigação é uma das tecnologias agrícolas mais importantes visto que interagem preceitos tecnológicos, climáticos e biológicos, além de utilizar água em abundancia, o qual é sinal de amarelo em épocas de “crise hídrica”. Nessas ocasiões os marqueteiros divulgam as qualidades deste ou daquele sistema de irrigação, conduzindo a uma formação de opinião sobre o melhor sistema.

REFLEXÃO SOBRE A CONVIVENCIA COM PLANTAS AFETADAS PELO HLB NOS POMARES
Renato Beozzo Bassanezi, pesquisador do Fundecitrus, informa na sua coluna que existem discrepâncias entre a incidência de plantas de citros encontradas com sintomas de HLB nos pomares paulistas sob levantamento amostral realizado pelo Fundecitrus (17,9% ou cerca de 35 milhões de plantas em 2015).Por outro lado, o número de plantas erradicadas por HLB informado nos relatórios enviados pelos citricultores á CDA ( 3,6 milhões de plantas em 2015). Indicam claramente que nem todos os citricultores estão eliminando as plantas com sintomas de HLB nos seu pomares.

EXPORTAÇÕES DE SUCO DE LARANJA: COMPARATIVO 2014 E 2015
Lourival Carmo Monaco Neto e colaboradores relatam na sua coluna que em 2015, de acordo com a Secretaria de Comercio Exterior /Ministério de Desenvolvimento, Industria e Comercio Exterior (Secex/MDIC), foi registrada uma retração no valor da exportação de suco de laranja em relação ao ano de 2014. Por outro lado, comparando os dois anos, observou-se um aumento de 4,1% no volume total exportado de suco se Laranja.

EXPEDIENTE E COLABORADORES ESPECIALIZADOS DESTA EDIÇÃO.

 


Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!

 

 

ANO: XIII MAIO-JULHO DE 2016. N. 66


pdf

NOTICIAS DA CITRICULTURA!
Joaquim Teófilo Sobrinho relata as principais noticias da citricultura ocorridas no trimestre, com destaques para: estimativa de safra de laranja para 2016/2017; laranja tem o pior rendimento da história; Espaço Citricola faz 13 anos; Tamarixia radiculata, uma vespa para controlar o psilideo; 17º Dia do Limão; indústria antecipa contratos em 2016 e 38ª Semana da Citricultura. IAC na bioeconomia da citricultura brasileira.Este trabalho do Centro de Citricultura publicado no O Agronômico 129 IAC, será também divulgado pelo ESPAÇO CITRICOLA nesta e na próxima edição. Não deixe de ler.

CITRICULTURA: FATOS, NOVIDADES E COMENTÁRIOS!
Paulo Celso Biazioli, Engenheiro de Alimentos e presidente da Alicitrus, escreve quinzenalmente uma coluna sobre a citricultura com fatos, novidades e comentários.ESPAÇO CITRICOLA divulga estas informações.Veja as colunas quinzenais de abril, maio, junho e julho de 2016.Pág 23

20 ANOS DE GCONCI!  
Joaquim Teófilo Sobrinho foi convidado para fazer a palestra  dos 20 anos de Gconci.Ele que foi criado em 1996, dentro do Centro de Citricultura, para uniformizar as recomendações dos consultores. A consultoria em citros nasceu na fazenda Sete Lagoas com os saudosos Engs.Agrs. Francisco Cabral de Toledo Vasconcellos e Antonio Violante Neto. Nas décadas dos anos 70 e 80 foi famosa pela moderna tecnologia citrícola usada. O Gconci é uma organização que deu certo na citricultura.

REPORTAGEM FOTOGRÁFICA DOS 20 ANOS DO GCONCI
O Gconci comemorou os  20 anos de fundação com um evento muito bem organizado , no dia  18 de maio de 2016, nas dependencias do Solano Meson, em Limeira SP. Espaço Citricola publica uma reportagem fotográfica de alguns momentos do evento.

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE
No dia 5 de junho de 2016, foi comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. O Prof. Dirceu Brasil Vieira, colunista do Espaço Citricola, enviou uma noticia.

JOANINHA CRYPTOLAEMUS MELHOR PREDADOR DAS COCHONILHAS PSEUDOCOCCUS
A joaninha importada, Cryptolaemus é a grande solução contra as cochonilhas farinhentas que atacam muitas culturas de importância econômica. Este inseto benéfico já deveria estar a disposição dos citricultores , conforme relata na sua coluna o Prof. Santin Gravena.

2º ENCONTRO SOBRE MANEJO FISIOLÓGICO DO HLB
No dia 24 de maio de 2016, a CONPLANT realizou no  Carlton Plaza Hotel em Limeira, o 2º Encontro sobre o Manejo Fisiológico do HLB. Participaram do evento mais de 50 pessoas entre técnicos e produtores de citros. A maioria dos produtores presentes já estão praticando o Manejo Fisiológico do HLB dos citros.

VII DIA DE CITROS DE MESA DA PRODUÇÃO Á    COMERCIALIZAÇÃO.
No dia 1 de julho de 2016, em parceria com o Centro de Citricultura do IAC , foi realizado com sucesso, o 2º Evento de Citros de Mesa, da produção á comercialização, em Cordeirópolis.Produtores, técnicos e empresários participaram do evento. A pesquisadora Lenice Magali relata o que foi evento.

O ABUSO DO PODER DE MERCADO
O presidente da Associtrus, Flávio Viegas, informa na sua coluna que as empresas, cada vez mais, são geridas por executivos focados no lucro de curto prazo, por exigência dos acionistas e incentivados pelo bônus anuais. Nem acionistas, nem executivos estão comprometidos com a própria empresa no longo prazo e muitas vezes põem em risco o seu futuro com medidas temerárias e muitas vezes ilegais para assegurar o lucro do final de ano.
               
MUDANÇA NA POLITICA
Roberto Rodrigues comenta o prolongado processo que definiu o afastamento definitivo da Sra Dilma Rousseff, a interinidade tempestuosa do presidente Temer, as complicadas escaramuças relativas á presidência da Câmara dos Deputados, e mais escandalosos casos de corrupção que todos os dias chegam ao conhecimento da população, provocaram uma inquietação crescente tanto entre os meios empresárias interessados em investir no país, quanto entre os meios políticos.

DISPENSA DE OUTORGA DE RECURSO HIDRICO!
O Prof. Dirceu Brasil Vieira, relata na sua coluna a dispensa de Outorga  de Recurso Hidrico.Em uma propriedade agrícola a utilização de água necessita de autorização, o que é realizado pelo ato público denominado Outorga, isto porque a água é um bem público.No Estado de São Paulo a Lei nº 7.663 de 30 de dezembro de 1991 estabeleceu a política Estadual de Recursos Hidricos.

CITRICULTURA E FERTILIZANTES : INDICADORES DE PARIDADES, 2010 A 2015.
Lourival Carmo Monaco Neto e colaboradores relatam na sua coluna de economia citrícola, que as análises dos indicadores de paridade entre preços da laranja e de fertilizante, importante componente nos custos operacionais devem ser observadas como indicativas e não conclusivas para o horizonte temporal considerado (2010-2015).

 


Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!

 

MarcosPortela2345

 

ANO: XIII AGOSTO-OUTUBRO DE 2016. N. 67


pdf

NOTÍCIAS DA CITRICULTURA!
Joaquim Teófilo Sobrinho faz um resumo das principais noticias citrícolas do trimestre, entre elas: Certificado de Acreditação, Distribuição das variedades na citricultura, redução do número de viveiros , custo da muda cítrica, missão institucional do Centro de Citricultura, 12º curso de doenças de citros, cvc : um desafio a menos.

CITRICULTURA: FATOS, NOVIDADES E COMENTÁRIOS !
Paulo Celso Biazioli Engenheiro de Alimentos e presidente a Alicitrus escreve quinzenalmente uma coluna sobre citricultura com fatos, novidades e comentários. Espaço Citricola divulga estas informações.

CITRICULTURA PAULISTA PRECISA DE DOIS MANEJOS DE PRAGRAS: DIAFORINA DO HLB E DAS OUTRAS PRAGAS
O Prof.Santin Gravena informa na sua coluna que após o advento do HLB (greening), o MIP ou MEP, desapareceu dos pomares em função dos tratamentos preventivos com inseticidas de largo aspecto de ação contra o psilideo Diaphorina citri, vetor da bactéria do floema Candidatus Liberaribacter assiaticus.

RESPOSTA Á ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SUPERMERCADOS SOBRE O PROBLEMA DA SAFRA DE LARANJA DESTE ANO
Emilio Cesar Fávero, presidente da Associação Brasileira de Citros de Mesa –ABMC informa que a estimativa de safra de laranja de 2016/2017 revisada pelo Fundecitrus com cooperação da Markestrat, FEA-RP/USP e FCAV/Unesp é de 249,04 milhões de caixas (40,8 kg). Esta produção segundo o estudo é de 18% menor que a safra anterior. Sendo que na região Norte do Estado a queda prevista pelo estudo é de 37%.

ALIMENTOS SAUDÁVEIS !
Roberto Rodrigues cita na sua coluna que em tempos de eleição, sobram discussões sobre problemas políticos, sociais e econômicos, e surgem promessas milagrosas para resolver todos eles muito eficiente e rapidamente. A maior parte delas está dirigida para consertar a educação, melhorar a saúde, a segurança, os transportes, gerando empregos e renda para o mundo. Tão fácil!. Pena que depois das eleições tudo se evapore nas desculpas de falta de verbas, de escasso apoio político e de excesso de burocracia.

CITRICULTURA EM RISCO !
Flavio Viegas, relata que o Fundecitrus publicou uma estimativa da safra de laranja no Estado de São Paulo, onde se concentra a maior parte da citricultura brasileira e que tem impacto sobre toda a citricultura do país. A publicação de uma estimativa de safra foi um avanço e uma conquista dos citricultores depois de décadas de manipulação das informações por parte das processadoras. Muitas informações ainda precisam ser compartilhadas como os volumes e preços do suco de laranja NFC e FCO a granel e de comercialização ao consumidor, nos diversos mercados.

CONGRESSO INTERNACIONAL DE CITROS REUNE 1099 PARTICIAPANTES EM FOZ DO IGUAÇÚ-PR
O Centro de Citricultura do Instituto Agronômico(IAC) e o Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), junto com á Sociedade Internacional de Citricultura (ISC) realizaram o International Citrus Congress (ICC) na sua décima terceira edição, em Foz do Iguaçu, de 18 a 23 de setembro de 2016. O evento reuniu em Foz do Iguaçu, PR, 1.099 participantes de 35 países, sendo 302 do Brasil e 99 dos Estados Unidos.A iniciativa, proposta na primeira vez em 2008 e depois aprovada pela ISC em 2012, trouxe pela segunda vez, 32 anos depois, o principal fórum da citricultura mundial ao Brasil.

SUMÁRIO DE PROJETO DE IRRIGAÇÃO
O Prof. Dirceu Brasil Vieira, menciona em sua coluna que a irrigação é uma tecnologia de primeira ponta, implantada com o objetivo de permirtir o cultivo de espécies altamente exigentes em água, como é o caso das hortaliças, aumentar a produtividade, como ocorre com a citricultura e outras culturas e a colheita fora de época normal, milho e outros cereais. Portanto deve ser devidamente projetada, instalada e operada, normalmente uma empresa de qualidade procede ainda o que se chama Teste de Entrega, que consiste em ligar a instalação e proceder a uma aferição do seu funcionamento.

EVOLUÇÃO DAS EXPORTAÇÕES DE SUCO DE LARANJA DO BRASIL NO DECENIO 2006 – 2015 : UMA ANÁLISE DE COMPORTAMENTO DOS SUCOS NFC E FCOJ
Lourival Carmo Monaco Neto e Evaristo Marzabal Neves relatam que na economia citrícola mundial o Brasil mantém hegemonia de ser o maior produtor de laranja, com uma estimativa de 245 milhões de caixas na safra 2016/2017 (Pesquisa de Estimativa de Safra –Pés, da Fundecitrus, 2016).Considerável parcela desta produção é destinada ao processamento de suco para exportação.

DINÂMICA DA COMERCIALIZAÇÃO DA TANGERINA PONKAN NA CEAGESP DE SÃO PAULO.
Gabriel Vicente Bitencourt de Almeida relata que o ciclo da ponkan é muito influenciado pela soma térmica, quanto mais quente a região, maior precocidade e vice-versa.Assim, locais mais quentes ou mais frios que a grande zona de produção no Estado de São Paulo, concentradas nas Regionais Agrícolas de Campinas e Sorocaba, podem obter melhores preços produzindo fora do grande pico de produção que normalmente ocorre entre maio e julho. O Noroeste Paulista e o Norte de Minas produzem ponkans precoces.Já o Sul de Minas Gerais e Sudoeste Paulista, ao redor de São Miguel Arcanjo, podem produzir mais tardiamente.Para os produtores das regiões de maior produção , a saida é trabalhar com maior qualidade possível de frutos.

 

Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!