ANO XVI – MAIO-JUNHO-JULHO DE 2019. EC 78

pdf

NOTÍCIAS DA CITRICULTURA!
Joaquim Teófilo Sobrinho, informa na sua coluna trimestral que a citricultura realizou o seu maior evento no Centro de Citricultura no inicio de junho PP e com Diretor novo, Dirceu Mattos Junior. Todo ano que a citricultura tem preços bons para a laranja, a Expocitros se destaca e a Semana da Citricultura tem grande movimentação. Isto ocorreu novamente neste ano. Foram realizadas homenagens, palestras sobre os diferentes temas citrícolas e um público cativo e especializado prestigiou com a sua presença o maior evento do mundo da laranja. Nesta coluna apresentamos outros temas, entre eles: a lucratividade na citricultura, reposição do parque citrícola, produção de laranja no Estado de São Paulo no ano de 2019-2020, rentabilidade da laranja, além de outros assuntos que o caro leitor encontra informação nesta coluna.

 

IRRIGAÇÃO: NÃO IRRIGAR, MELHOR DO QUE IRRIGAR MAL!
O Prof. Dirceu Brasil Vieira, relata na sua coluna que em agricultura, a Irrigação é uma tecnologia para proporcionar água às plantas de forma adequada, para que possam desenvolver seu metabolismo e suprir a demanda evaporativa da atmosfera. Essa água deve ser aplicada de acordo com a Capacidade de Retenção do Solo, e mantida durante o desenvolvimento da vegetação em nível adequado, de tal forma a facilitar o processo de Absorção pelo Sistema Radicular, caminhamento para as folhas onde passam pelo processo da Fotossíntese o restante vai pelos Estômatos, suprindo a Demanda Evaporativa da Atmosfera.

 

CITRICULTORES NA BUSCA PELA JUSTIÇA!
O presidente da Associtrus, Flavio Viegas, cita na sua coluna que o cartel do suco vem sendo denunciado desde 1976 quando o então Deputado Herbert Levy o denunciou ao CADE. Em janeiro de 1977, as empresas do setor de sucos, comprovando sua atuação conjunta, enviaram ao governo do Estado de São Paulo um documento propondo a compra em conjunto da empresa Frutesp, recém-criada. No mesmo ano, a Cutrale e a Citrosuco uniram-se para comprar três outras concorrentes: Citral, Trop Suco e Sucorrico; as fábricas foram fechadas e os pomares  explorados em conjunto pelas duas empresas até 1989.

 

PSILÍDEO DOS CITROS: COMPLICADOR DO SISTEMA DE MEP
O professor Santin Gravena, menciona na sua coluna que em termos de MEP-Citros e de forma simples, poderíamos dizer que não seria necessário a prática de monitoramento (armadilha, ) ou amostragem (Inspeção) do “psilídeo dos citros” quando a prática comum entre os citricultores está sendo o calendário sistemático, no mínimo mensal, de aplicações para pomares em produção e semanal ou quinzenal para os em formação ou renovação.

 

ANÁLISE COMPARATIVA DA VARIAÇÃO DA SAFRA E DO PARQUE CITRICOLA, SAFRAS 2018/2019 E 2019/2020
Lourival Carmo Mônaco Neto e colaboradores informam que nesta coluna normalmente são analisados componentes do mercado que envolve o setor citrícola brasileiro, principalmente os associados ás exportações de produtos, utilização e dispêndio com insumos, ou ainda, preços no mercado interno e externo. Porém, é importante lembrar que qualquer análise de mercado precisa ser baseada nos fundamentos desse mercado, para que permita uma análise aproximada da realidade na contextualização das considerações finais. Nesse sentido,apoiado na recente divulgação do Programa de Estimativa de Safra(PES), divulgado pelo Fundecitrus , busca-se analisar a evolução da safra e do parque citrícola entre as safras 2018/2019 e 2019/2020.

 

ITAJOBÍ, CAPITAL NACIONAL DO LIMÃO TAHITI – EM TEMPOS DE GREENING!
Ondino Cleante Bataglia e Camilo Lázaro Medina falam do sucesso do plantio de limão Tahiti no pequeno Município de Itajobí (SP), que até uma placa foi colocada pelo prefeito na entrada da cidade chamada de capital nacional do limão Tahitii. Mesmo com greening , Dr Ondino mantém com sucesso seu plantio de limão no Município.E diz por que .
A persistência de programas de manejo é essencial para manutenção de pomares sadios e produtivos mesmo em áreas de alta incidência do greening. Esse é o caso de uma propriedade com uma área de 8 ha com plantas de 2 a 3 anos de idade onde estamos aplicando e acompanhando o manejo fisiológico do greening (MFG) desenvolvido pela Conplant, com pulverizações mensais de nutrientes e reguladores cujo objetivo é prevenir o aparecimento de sintomas da doença, mantendo as plantas em pleno crescimento e produção.

 

COMÉRCIO E CIÊNCIAS
Roberto Rodrigues, fala na sua coluna sobre o acordo entre a União Europeia e o Mercosul, assinado em 28 de junho passado, teve dois grandes impactos positivos para o Brasil e os demais membros do nosso bloco: por um lado, foi um torpedo contra o neo-protecionismo que se desenhava como resultado da "guerra comercial" entre Estados Unidos e China, dada a expressiva parcela da população e da economia abrangidas pelo acordo. Por outro lado, nos traz de volta ao grande jogo do comércio global do qual estávamos afastados desde que a ALCA (Área de Livre Comércio das Américas) foi abandonada em 2003. A falta de acordos bilaterais com países relevantes, a nossa ausência da TPP (Parceria Trans-Pacífico), e a trava da Rodada de Doha da OMC estavam nos deixando fora de programas estruturados de comércio, embora tenhamos crescido muito nas exportações, sobretudo para a China. Ciência e comércio estão muito ligadas: a duríssima competição por mercados só será vencida pelos países que respeitarem e estimularem a tecnologia desenvolvida pela ciência.

Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!

 

 

ANO XI: NOV-DEZ/2015 –JAN/2016. N. 64


pdf

NOTICÍAS DA CITRICULTURA !
Joaquim Teófilo Sobrinho, informa na sua coluna, algumas das principais noticias da citricultura, entre elas: Centro de Citricultura foi fórum de debates das lideranças para organizar a citricultura; Gconci comemora 20 anos e  nasceu dentro do Centro de Citricultura; safra da Flórida pode encolher mais ainda; HLB na Flórida pode tornar a citricultura inviável; Fundecitrus e UNESP lançam manual de boas práticas entre citricultor e apicultor.

VALE A PENA VER DE NOVO !
A matéria sobre dificuldades e avanços no manejo do greening pela erradicação de plantas doentes e controle do psilideo vetor, publicada no ESPAÇO CITRICOLA número 54 pelo pesquisador do Fundecitrus Renato Beozzo Bassanezi está sendo republicada nesta edição por ter sido um dos artigos mais lidos pelos frequentadores do ESPAÇO CITRICOLA.

UMA SAFRA DE BAIXO RENDIMENTO INDUSTRIAL!
Luciano Piteli, narra  na sua coluna que a safra de 2015/2016 de laranja tem se consolidado como uma das piores dos últimos anos quanto ao rendimento industrial para a produção de suco concentrado.

AVANÇOS NA QUESTÃO AMBIENTAL NO CAMPO PAULISTA
Roberto Rodrigues informa  que o Estado de São Paulo cumpriu a sua parte através da Lei Estadual nº 15.684/15 e, em janeiro passado o governo paulista regulamentou o Programa de Regularização Ambiental – PRA  pelo Decreto nº 61.793/2016.Este regulamento fixa obrigações para os produtores rurais e determina as responsabilidades da Secretaria Estadual  do Meio Ambiente e também da Secretaria da Agricultura e Abastecimento.

SISTEMAS DE DADOS PARA O MEP FUNCIONAR EM CITROS E OUTRAS CULTURAS
O prof. Santin Gravena, menciona na sua coluna que o banco de dados feito por meio do Excel é um embrião para se criar um aplicativo do MEP para citros (convencional ou orgânico)( Industria ou mercado) e outras culturas. Mais o produtor que quiser ficar com Excel também funciona muito bem e pode até trocar a ficha de inspeção manual para o eletrônico através do Tablet.

PODER ECONOMICO : ABUSO E DESRESPEITO
Flávio Viegas, relata na sua coluna que aproveitando-se da fragilidade dos produtores e utilizando o seu poder econômico para adquirir poder político e intimidar ou cooptar pessoas e instituições, as indústrias de suco de laranja, que vem sendo denunciadas por atuação cartelizada desde 1977, continuam atuando de forma arrogante e certas de seu poder assegurar-lhes a impunidade.

IRRIGAÇÃO: TECNOLGIA DE PONTA !
O professor Dirceu Brasil Vieira, cita na sua coluna que a irrigação é uma das tecnologias agrícolas mais importantes visto que interagem preceitos tecnológicos, climáticos e biológicos, além de utilizar água em abundancia, o qual é sinal de amarelo em épocas de “crise hídrica”. Nessas ocasiões os marqueteiros divulgam as qualidades deste ou daquele sistema de irrigação, conduzindo a uma formação de opinião sobre o melhor sistema.

REFLEXÃO SOBRE A CONVIVENCIA COM PLANTAS AFETADAS PELO HLB NOS POMARES
Renato Beozzo Bassanezi, pesquisador do Fundecitrus, informa na sua coluna que existem discrepâncias entre a incidência de plantas de citros encontradas com sintomas de HLB nos pomares paulistas sob levantamento amostral realizado pelo Fundecitrus (17,9% ou cerca de 35 milhões de plantas em 2015).Por outro lado, o número de plantas erradicadas por HLB informado nos relatórios enviados pelos citricultores á CDA ( 3,6 milhões de plantas em 2015). Indicam claramente que nem todos os citricultores estão eliminando as plantas com sintomas de HLB nos seu pomares.

EXPORTAÇÕES DE SUCO DE LARANJA: COMPARATIVO 2014 E 2015
Lourival Carmo Monaco Neto e colaboradores relatam na sua coluna que em 2015, de acordo com a Secretaria de Comercio Exterior /Ministério de Desenvolvimento, Industria e Comercio Exterior (Secex/MDIC), foi registrada uma retração no valor da exportação de suco de laranja em relação ao ano de 2014. Por outro lado, comparando os dois anos, observou-se um aumento de 4,1% no volume total exportado de suco se Laranja.

EXPEDIENTE E COLABORADORES ESPECIALIZADOS DESTA EDIÇÃO.

 


Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!

 

 

ANO: XIII MAIO-JULHO DE 2016. N. 66


pdf

NOTICIAS DA CITRICULTURA!
Joaquim Teófilo Sobrinho relata as principais noticias da citricultura ocorridas no trimestre, com destaques para: estimativa de safra de laranja para 2016/2017; laranja tem o pior rendimento da história; Espaço Citricola faz 13 anos; Tamarixia radiculata, uma vespa para controlar o psilideo; 17º Dia do Limão; indústria antecipa contratos em 2016 e 38ª Semana da Citricultura. IAC na bioeconomia da citricultura brasileira.Este trabalho do Centro de Citricultura publicado no O Agronômico 129 IAC, será também divulgado pelo ESPAÇO CITRICOLA nesta e na próxima edição. Não deixe de ler.

CITRICULTURA: FATOS, NOVIDADES E COMENTÁRIOS!
Paulo Celso Biazioli, Engenheiro de Alimentos e presidente da Alicitrus, escreve quinzenalmente uma coluna sobre a citricultura com fatos, novidades e comentários.ESPAÇO CITRICOLA divulga estas informações.Veja as colunas quinzenais de abril, maio, junho e julho de 2016.Pág 23

20 ANOS DE GCONCI!  
Joaquim Teófilo Sobrinho foi convidado para fazer a palestra  dos 20 anos de Gconci.Ele que foi criado em 1996, dentro do Centro de Citricultura, para uniformizar as recomendações dos consultores. A consultoria em citros nasceu na fazenda Sete Lagoas com os saudosos Engs.Agrs. Francisco Cabral de Toledo Vasconcellos e Antonio Violante Neto. Nas décadas dos anos 70 e 80 foi famosa pela moderna tecnologia citrícola usada. O Gconci é uma organização que deu certo na citricultura.

REPORTAGEM FOTOGRÁFICA DOS 20 ANOS DO GCONCI
O Gconci comemorou os  20 anos de fundação com um evento muito bem organizado , no dia  18 de maio de 2016, nas dependencias do Solano Meson, em Limeira SP. Espaço Citricola publica uma reportagem fotográfica de alguns momentos do evento.

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE
No dia 5 de junho de 2016, foi comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. O Prof. Dirceu Brasil Vieira, colunista do Espaço Citricola, enviou uma noticia.

JOANINHA CRYPTOLAEMUS MELHOR PREDADOR DAS COCHONILHAS PSEUDOCOCCUS
A joaninha importada, Cryptolaemus é a grande solução contra as cochonilhas farinhentas que atacam muitas culturas de importância econômica. Este inseto benéfico já deveria estar a disposição dos citricultores , conforme relata na sua coluna o Prof. Santin Gravena.

2º ENCONTRO SOBRE MANEJO FISIOLÓGICO DO HLB
No dia 24 de maio de 2016, a CONPLANT realizou no  Carlton Plaza Hotel em Limeira, o 2º Encontro sobre o Manejo Fisiológico do HLB. Participaram do evento mais de 50 pessoas entre técnicos e produtores de citros. A maioria dos produtores presentes já estão praticando o Manejo Fisiológico do HLB dos citros.

VII DIA DE CITROS DE MESA DA PRODUÇÃO Á    COMERCIALIZAÇÃO.
No dia 1 de julho de 2016, em parceria com o Centro de Citricultura do IAC , foi realizado com sucesso, o 2º Evento de Citros de Mesa, da produção á comercialização, em Cordeirópolis.Produtores, técnicos e empresários participaram do evento. A pesquisadora Lenice Magali relata o que foi evento.

O ABUSO DO PODER DE MERCADO
O presidente da Associtrus, Flávio Viegas, informa na sua coluna que as empresas, cada vez mais, são geridas por executivos focados no lucro de curto prazo, por exigência dos acionistas e incentivados pelo bônus anuais. Nem acionistas, nem executivos estão comprometidos com a própria empresa no longo prazo e muitas vezes põem em risco o seu futuro com medidas temerárias e muitas vezes ilegais para assegurar o lucro do final de ano.
               
MUDANÇA NA POLITICA
Roberto Rodrigues comenta o prolongado processo que definiu o afastamento definitivo da Sra Dilma Rousseff, a interinidade tempestuosa do presidente Temer, as complicadas escaramuças relativas á presidência da Câmara dos Deputados, e mais escandalosos casos de corrupção que todos os dias chegam ao conhecimento da população, provocaram uma inquietação crescente tanto entre os meios empresárias interessados em investir no país, quanto entre os meios políticos.

DISPENSA DE OUTORGA DE RECURSO HIDRICO!
O Prof. Dirceu Brasil Vieira, relata na sua coluna a dispensa de Outorga  de Recurso Hidrico.Em uma propriedade agrícola a utilização de água necessita de autorização, o que é realizado pelo ato público denominado Outorga, isto porque a água é um bem público.No Estado de São Paulo a Lei nº 7.663 de 30 de dezembro de 1991 estabeleceu a política Estadual de Recursos Hidricos.

CITRICULTURA E FERTILIZANTES : INDICADORES DE PARIDADES, 2010 A 2015.
Lourival Carmo Monaco Neto e colaboradores relatam na sua coluna de economia citrícola, que as análises dos indicadores de paridade entre preços da laranja e de fertilizante, importante componente nos custos operacionais devem ser observadas como indicativas e não conclusivas para o horizonte temporal considerado (2010-2015).

 


Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!

 

MarcosPortela2345

 

ANO: XIII AGOSTO-OUTUBRO DE 2016. N. 67


pdf

NOTÍCIAS DA CITRICULTURA!
Joaquim Teófilo Sobrinho faz um resumo das principais noticias citrícolas do trimestre, entre elas: Certificado de Acreditação, Distribuição das variedades na citricultura, redução do número de viveiros , custo da muda cítrica, missão institucional do Centro de Citricultura, 12º curso de doenças de citros, cvc : um desafio a menos.

CITRICULTURA: FATOS, NOVIDADES E COMENTÁRIOS !
Paulo Celso Biazioli Engenheiro de Alimentos e presidente a Alicitrus escreve quinzenalmente uma coluna sobre citricultura com fatos, novidades e comentários. Espaço Citricola divulga estas informações.

CITRICULTURA PAULISTA PRECISA DE DOIS MANEJOS DE PRAGRAS: DIAFORINA DO HLB E DAS OUTRAS PRAGAS
O Prof.Santin Gravena informa na sua coluna que após o advento do HLB (greening), o MIP ou MEP, desapareceu dos pomares em função dos tratamentos preventivos com inseticidas de largo aspecto de ação contra o psilideo Diaphorina citri, vetor da bactéria do floema Candidatus Liberaribacter assiaticus.

RESPOSTA Á ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SUPERMERCADOS SOBRE O PROBLEMA DA SAFRA DE LARANJA DESTE ANO
Emilio Cesar Fávero, presidente da Associação Brasileira de Citros de Mesa –ABMC informa que a estimativa de safra de laranja de 2016/2017 revisada pelo Fundecitrus com cooperação da Markestrat, FEA-RP/USP e FCAV/Unesp é de 249,04 milhões de caixas (40,8 kg). Esta produção segundo o estudo é de 18% menor que a safra anterior. Sendo que na região Norte do Estado a queda prevista pelo estudo é de 37%.

ALIMENTOS SAUDÁVEIS !
Roberto Rodrigues cita na sua coluna que em tempos de eleição, sobram discussões sobre problemas políticos, sociais e econômicos, e surgem promessas milagrosas para resolver todos eles muito eficiente e rapidamente. A maior parte delas está dirigida para consertar a educação, melhorar a saúde, a segurança, os transportes, gerando empregos e renda para o mundo. Tão fácil!. Pena que depois das eleições tudo se evapore nas desculpas de falta de verbas, de escasso apoio político e de excesso de burocracia.

CITRICULTURA EM RISCO !
Flavio Viegas, relata que o Fundecitrus publicou uma estimativa da safra de laranja no Estado de São Paulo, onde se concentra a maior parte da citricultura brasileira e que tem impacto sobre toda a citricultura do país. A publicação de uma estimativa de safra foi um avanço e uma conquista dos citricultores depois de décadas de manipulação das informações por parte das processadoras. Muitas informações ainda precisam ser compartilhadas como os volumes e preços do suco de laranja NFC e FCO a granel e de comercialização ao consumidor, nos diversos mercados.

CONGRESSO INTERNACIONAL DE CITROS REUNE 1099 PARTICIAPANTES EM FOZ DO IGUAÇÚ-PR
O Centro de Citricultura do Instituto Agronômico(IAC) e o Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), junto com á Sociedade Internacional de Citricultura (ISC) realizaram o International Citrus Congress (ICC) na sua décima terceira edição, em Foz do Iguaçu, de 18 a 23 de setembro de 2016. O evento reuniu em Foz do Iguaçu, PR, 1.099 participantes de 35 países, sendo 302 do Brasil e 99 dos Estados Unidos.A iniciativa, proposta na primeira vez em 2008 e depois aprovada pela ISC em 2012, trouxe pela segunda vez, 32 anos depois, o principal fórum da citricultura mundial ao Brasil.

SUMÁRIO DE PROJETO DE IRRIGAÇÃO
O Prof. Dirceu Brasil Vieira, menciona em sua coluna que a irrigação é uma tecnologia de primeira ponta, implantada com o objetivo de permirtir o cultivo de espécies altamente exigentes em água, como é o caso das hortaliças, aumentar a produtividade, como ocorre com a citricultura e outras culturas e a colheita fora de época normal, milho e outros cereais. Portanto deve ser devidamente projetada, instalada e operada, normalmente uma empresa de qualidade procede ainda o que se chama Teste de Entrega, que consiste em ligar a instalação e proceder a uma aferição do seu funcionamento.

EVOLUÇÃO DAS EXPORTAÇÕES DE SUCO DE LARANJA DO BRASIL NO DECENIO 2006 – 2015 : UMA ANÁLISE DE COMPORTAMENTO DOS SUCOS NFC E FCOJ
Lourival Carmo Monaco Neto e Evaristo Marzabal Neves relatam que na economia citrícola mundial o Brasil mantém hegemonia de ser o maior produtor de laranja, com uma estimativa de 245 milhões de caixas na safra 2016/2017 (Pesquisa de Estimativa de Safra –Pés, da Fundecitrus, 2016).Considerável parcela desta produção é destinada ao processamento de suco para exportação.

DINÂMICA DA COMERCIALIZAÇÃO DA TANGERINA PONKAN NA CEAGESP DE SÃO PAULO.
Gabriel Vicente Bitencourt de Almeida relata que o ciclo da ponkan é muito influenciado pela soma térmica, quanto mais quente a região, maior precocidade e vice-versa.Assim, locais mais quentes ou mais frios que a grande zona de produção no Estado de São Paulo, concentradas nas Regionais Agrícolas de Campinas e Sorocaba, podem obter melhores preços produzindo fora do grande pico de produção que normalmente ocorre entre maio e julho. O Noroeste Paulista e o Norte de Minas produzem ponkans precoces.Já o Sul de Minas Gerais e Sudoeste Paulista, ao redor de São Miguel Arcanjo, podem produzir mais tardiamente.Para os produtores das regiões de maior produção , a saida é trabalhar com maior qualidade possível de frutos.

 

Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!