ESPAÇO CITRICOLA 77  -  FEVEREIRO - MARÇO - ABRIL 2019

pdf

NOTÍCIAS DA CITRICULTURA
Joaquim Teófilo Sobrinho, faz um resumo das principais noticias da citricultura do trimestre que passou.Os produtores de citros estão contentes com a safra de laranja 2019/2020 no Estado de São Paulo e Triângulo Mineiro que será boa. Mesmo que haja uma produção um pouco maior não haverá problemas porque a indústria precisará repor estoques.O ano safra 2018/2019 encerrará em junho pv. Por outro lado, as indústrias iniciaram mais cedo a compra da safra de 2019/2020 e com bons preços : R$ 22,00/cx de 40,8kg.Os produtores estão contentes. Outras noticias: a Flórida terá aumento na produção de laranja em torno de 70%; a aplicação de defensivos deve ser eficaz e planta isca no manejo de psilideos dos citros.

 

NOVA MOSCA BRANCA ATACANDO CITROS
O Prof. Santin Gravena, relata na sua coluna que desde o ano passado, produtores, técnicos e consultores perguntam por que nas brotações novas de primavera e demais brotações seguintes surgem altas infestações de uma mosca-branca que julgavam ser a da soja, migrando das plantações próximas ?- Sim, porque viam os adultos, mas não viam as ninfas. Tratava-se de novas espécies de moscas brancas até então não ocorridas na citricultura brasileira muito parecidas com a da soja, do feijão e do tomate. As ninfas não eram vistas porque se alojavam na face inferior das folhas mais velhas e mais abaixo, próximo ao solo. Numa primeira vista não se vê nada, somente veremos se levantarmos os ramos para observar as faces inferiores. Aí conseguimos visualizar as ninfas, que mais parecem cochonilhas ou mosca-negra, pois são pretas no centro e brancas franjadas na borda.

 

20º DIA DO LIMÃO TAHITI
No dia 11 de abril de 2019, foi realizado no Polo Centro Norte do IAC - APTA da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo o 20º Dia do Limão e a primeira EXPOLIMÂO, com a presença dos produtores de limão Tahiti, Engenheiros Agronomos, pesquisadores, empresários, comerciantes, técnicos entre outros que prestigiaram do evento organizado pelo Centro de Citricultura e o Polo Centro Norte da APT.

 

REVISÃO DA SAFRA 2018/2019 E PERSPECTIVAS PARA A SAFRA 2019/2020
Flávio Viegas, presidente da Associtrus informa na sua coluna que a reestimativa da safra 2018/19 do cinturão citrícola de São Paulo, Triângulo e Sudoeste Mineiro, publicada em 11/2/2019 pelo Fundecitrus, indica uma produção de 284,88 milhões de caixas de 40,8 kg de laranja, um aumento de 3,31% em relação à estimativa anterior. Ainda assim a safra é 28,5% inferior à safra 2017/18. Dados publicados pela CitrusBr informam que o processamento de laranja da área indicada atingiu 236,7 milhões de caixas e um rendimento de 270,83 caixas por t o que corresponde a uma produção de 873.849 t de FCOJ 66 brix equivalente.

 

IRRIGAÇÃO É AGRO.AGRO É TEC !
O professor Dirceu Brasil Vieira, cita na sua coluna que a propaganda que aparece na televisão, tendo a irrigação como tecnologia é interessante, pois mostra a todos, que a agricultura irrigada é importante para o Brasil. No seu número 64 do Espaço Citrícola em artigo sobre Irrigação foi apresentada uma abordagem sobre essa “Tecnologia de Ponta”, ao apresentar diversos aspectos desde o projeto até efetiva implantação e operação no campo.

 

EVOLUÇÃO DAS EXPORTAÇÕES DE SUCO DE LARANJA BRASILEIRO PARA AS REGIÕES DE DESTINO, 2002 A 2018.
Lourival Carmo Mônaco Neto e colaboradores informam que essa coluna analisa periodicamente o comportamento das exportações de suco de laranja brasileiro diante da sua importância para o setor e para a balança comercial do país. Tem como objetivo a análise da variação e destinação dessas exportações entre os anos de 2002 a 2018, tendo como fonte dados estatísticos da Secex/MDIC, compilados pelo CitrusBr. O ano base escolhido (2002) se deve ao fato de que foi o ano em que houve registro do inicio da exportação do suco não concentrado.

 

COMERCIALIZAÇÃO DE CITROS IMPORTADOS NA CEAGESP DE SÃO PAULO
Gabriel Vicente Bitencout de Almeida menciona na sua coluna, que quando se considera os três principais grupos de citros de mesa, laranjas, limões e tangerinas, os dados de comércio exterior do Brasil mostram um crescimento constante das importações de 2007 para cá. Ao mesmo tempo é surpreendente a participação da CEAGESP de São Paulo, ou Entreposto Terminal São Paulo na comercialização e distribuição destas importações. A melhor explicação é que a unidade de comércio internacional de frutas é o container, de 20 ou 40 pés, que podem conter respectivamente 20 ou 40 paletes.

 

JÁ FAZ UM ANO ....
Roberto Rodrigues relata na sua coluna que está fazendo um ano que aconteceu a greve dos caminhoneiros em 2018, que trouxe graves prejuízos para a economia brasileira.Nenhum setor ficou livre de tais prejuízos. Uns sofreram mais que outros, mas tudo já começa com o próprio PIB do país, que cresceu 1,1% no ano todo, quando as previsões anteriores à greve estimavam um aumento de 2,5% (Pesquisa Focus).Mas a indústria foi de longe o setor que perdeu mais: para um crescimento estimado em 3,3% a.a., ele ficou em apenas 0,6%, uma tragédia.

 

MAIOR EVENTO CITRICOLA DE CONHECIMENTO E INOVAÇÃO DA AMÉRICA LATINA !
Dirceu Mattos Jr, Diretor do Centro de Citricultura Sylvio Moreira do IAC informa que a Semana da Citricultura e Expocitros, realizada em Cordeirópolis (SP), de 03 a 06 de junho, é o maior evento de conhecimento e inovação e a maior feira de marketing da citricultura da América Latina. Ocorre há mais de 40 anos, cujo perfil dos participantes encontram-se citricultores, especialistas e profissionais da área. A cada ano, o evento tem se aprimorado e buscado estar atento aos acontecimentos do País, que impactam diretamente o setor citrícola. Assim, discute os avanços de conhecimento mais recentes alcançados pela pesquisa e pelo campo, para a sustentabilidade do agronegócio dentro de todas suas características.

Para baixa a versão completa, por favor, clique aqui!